Ar Puro se torna o novo luxo em hotéis estrelados

27 de setembro de 2022

As cidades indianas e chinesas lideram o mundo em termos de poluição do ar. De acordo com um relatório de 2019 da AirVisual, uma multinacional de monitoramento da poluição do ar, sete das 10 cidades mais poluídas estão na Índia. A China segue logo atrás: 22 das 50 cidades mais poluídas estão nesse país.

Agora, à medida que os dois gigantes econômicos asiáticos voltam a atrair cada vez mais viajantes, seus melhores hotéis estão competindo entre si oferecendo aos hóspedes o mais básico, mas crítico, dos “luxos”: ar puro.

O Cordis Hongqiao Hotel em Xangai, cuja diária gira em torno de 250 dólares, passou a oferecer a seus hóspedes o que chama de “Programa Especial de Purificação do Ar”.

As janelas do hotel estão sempre fechadas e todo o ar que entra no Cordis Hongqiao passa por duas camadas de filtragem. Cada um dos 396 quartos do hotel tem um monitor de poluição que mostra os níveis de PM2,5. O hotel afirma que o ar interno é geralmente 10 vezes melhor do que o externo.

O Taj Hotel, localizado no setor diplomático da capital indiana, instalou aparelhos que emitem oxigênio. Ele também introduziu filtros que eliminam 70% de material particulado PM2,5. 

Os hotéis Leela e Jaypee em Nova Delhi adotaram medidas semelhantes. E o ITC Maurya – que recebeu os presidentes norte-americanos Barack Obama (2010 e 2015), George W. Bush (2005) e Bill Clinton (2000) – introduziu um sistema de purificação do ar em todos os seus 438 quartos no último fim de ano. O grupo ITC planeja usar o sistema de ar limpo em quatro outros hotéis: em Gurugram, Agra, Jaipur e em sua segunda propriedade em Nova Delhi. 

Outros hotéis asiáticos que também passaram a investir em ar puro são: Oberoi (Índia) Fairmont (Pequim), o China World Hotel (Pequim) – conhecida mundialmente pela marca Shangri-La, e o H’Elite Hotel (Guangzhou).

Mas enquanto o material particulado é a ameaça de poluição do ar mais relevante nas cidades indianas e chinesas, no ocidente a preocupação gira em torno da contaminação por doenças.

Não à toa, os hotéis Hilton em todo o mundo permitem aos hóspedes a opção de um “Pure Room”. Esses quartos possuem – além de outras instalações de bem-estar – um purificador de ar com tecnologia que remove vírus e bactérias do ar. Os quartos do tipo Pure normalmente custam cerca de 7% a mais do que os quartos normais. Em São Paulo, o Hotel Hilton é equipado com tecnologia Ecoquest de purificação do ar.

O Four Seasons de Los Angeles, e o Rosewood, localizado em Londres, estão entre vários hotéis de luxo ocidentais que apresentam quartos e ambientes com filtros de ar e sistemas de descontaminação.

Em Rhode Island, os quartos do hotel Weekapaug Inn e Ocean House, ambos administrados pela Ocean House Management, têm purificadores de que eliminam poluentes e inativam vírus a uma taxa superior a 99%.

“A melhor comodidade que qualquer hotel pode oferecer nas atuais circunstâncias é a segurança, especialmente no ar que se respira”, disse Carlos Sarmiento, gerente geral do Hotel Paso del Norte em El Paso, Texas.

Fontes:

https://www.nytimes.com/2020/12/03/travel/air-filtration-hotels-cruises.html

https://www.ozy.com/the-new-and-the-next/top-end-asian-hotels-are-selling-a-new-luxury-clean-air/94903/

https://www.theguardian.com/cities/2018/mar/27/china-clean-air-indoor-quality-shanghai-cordis-hongqiao-filters

Logo Ecoquest

A Ecoquest

Somos uma empresa com ampla experiência em soluções para tratamento do ar interno e do ar de exaustão, construindo histórias de sucesso em diferentes segmentos do mercado.

Artigos Relacionados

Mudanças Climáticas: Quais os impactos que devemos esperar na Qualidade do Ar Interno?

A Luz UV Germicida é confiável na Prevenção de Doenças em Ambientes Internos?

Bactérias nocivas em academias: como combatê-las?

Inscreva-se em Nossa Newsletter

Ao se inscrever você concorda com os termos da Política de Privacidade