Investindo em QAI: 3 perguntas importantes a serem feitas

22 de março de 2023
tecnologias para qualidade do ar interior

Se você está realmente atento e atualizado sobre os protocolos ESG mais modernos mundo afora, sabe que a qualidade do ar interior é considerada hoje um aspecto super importante quando se fala em saúde e bem estar coletivo.

Mas antes de considerar a implementação de um sistema de descontaminação do ar, é preciso refletir sobre alguns aspectos essenciais, que elencamos a seguir:

1.Tenho um sistema HVAC?

Você certamente já sabe a resposta para essa pergunta, mas ela afeta muito suas opções de purificação.

Os purificadores portáteis são uma excelente opção para quem não tem um sistema HVAC. Os purificadores portáteis são aparelhos autônomos que variam do tamanho de um telefone celular a uma impressora de escritório. Eles também são excelentes quando seu espaço de trabalho precisa de uma purificação complementar rápida, pois “instalá-los” significa apenas conectá-los e ligá-los.

Se você possui um sistema HVAC, pode querer explorar os purificadores de dutos. Purificadores de dutos podem ser rapidamente instalados em seu sistema HVAC, usando a ventilação existente em seu prédio para obter o máximo de vantagem. Eles também representam uma excelente economia de espaço. Os purificadores de dutos podem assumir a forma de filtros, precipitadores eletrostáticos, oxidação fotocatalítica avançada, e vários outros.

(Observe que o grau de filtro errado pode danificar seu sistema HVAC se você decidir usar a purificação de filtro fibroso por indução.

Os purificadores de teto dividem a diferença entre portátil e indutivo; eles podem ser instalados dentro ou ao longo do teto com ou sem um sistema HVAC existente. Estes carecem de portabilidade, mas economizam espaço.

2.Qual é o tamanho da área que preciso tratar?

A maioria dos purificadores deve ter os dados do fabricante informando o tamanho de uma área (em pés cúbicos ou metros) que o purificador pode cobrir com eficiência. Obviamente, isso requer que você saiba o volume da sala que deseja purificar; portanto, peça essas informações ao gerente do prédio antes de começar a fazer compras. O nível de ocupação também pode afetar a cobertura . Dependendo da ocupação, tamanho e infraestrutura do seu espaço de trabalho, várias unidades podem ser necessárias.

Lembre-se de que a maioria dos purificadores de ar é dimensionada para uma sala com altura máxima de 2,5 metros. Se o seu teto for mais alto do que isso, você pode precisar de um purificador mais potente para que ele funcione conforme o esperado.

3.Quais contaminantes minha empresa precisa tratar? Quais tecnologias devo usar para resolvê-los?

As tecnologias de purificação podem ser classificadas em 2 grandes categorias: purificação passiva e purificação ativa . A purificação passiva movimenta o ar através de um mecanismo interno onde os contaminantes são capturados ou tratados. Enquanto isso, a purificação ativa trata o ar enquanto ele ainda está na sala.

Existem muitas formas de purificação ativa e passiva. A tecnologia que você deseja usar dependerá dos contaminantes que sua organização mais precisa tratar. A sobreposição de várias tecnologias pode ser particularmente valiosa no local de trabalho, onde convergem muitos dos seguintes contaminantes.

Partículas

Partículas são conjuntos de material líquido e sólido transportados pelo ar provenientes de inúmeras fontes, desde reformas até a própria movimentação de pessoas. Embora existam alguns meios ativos de remoção de partículas, o método passivo de filtros fibrosos é o mais testado e comprovado.

Se você deseja lidar com pequenas partículas (como a poluição do ar que se infiltra em seu prédio pela rua movimentada do lado de fora), provavelmente desejará um purificador portátil contendo um verdadeiro filtro HEPA. Se você deseja lidar com partículas grandes (como poeira, pólen ou alguns alérgenos de ácaros), talvez queira simplesmente usar um filtro de grau MERV intermediário em seu sistema HVAC existente.

Patógenos

Patógenos incluem bactérias, vírus e esporos de fungos. Supondo que seu espaço de trabalho acolha um grupo de pessoas, você desejará um purificador que lide com patógenos.

Conforme mencionado, os purificadores passivos precisam esperar que os contaminantes se movam por um mecanismo interno; no entanto, não há garantia de que os patógenos não infectarão as pessoas antes mesmo de atingirem esse mecanismo. Assim, recomendamos o uso de purificação ativa para neutralizar patógenos .

Odores

Banheiros, cozinhas, áreas de descarte de lixo, dentre outros, podem ser um problema quanto aos odores que produzem. A filtragem do ar com carvão ativado é um método passivo comprovado de remoção de odores, mas pode não ser totalmente eficaz. Por isso, as tecnologias ativas como a ActivePure são mais recomendadas.

Para mais detalhes sobre como implementar um sistema de descontaminação do ar interior em sua empresa, fale com a Ecoquest.

Logo Ecoquest

A Ecoquest

Somos uma empresa com ampla experiência em soluções para tratamento do ar interno e do ar de exaustão, construindo histórias de sucesso em diferentes segmentos do mercado.

Artigos Relacionados

Mudanças Climáticas: Quais os impactos que devemos esperar na Qualidade do Ar Interno?

A Luz UV Germicida é confiável na Prevenção de Doenças em Ambientes Internos?

Bactérias nocivas em academias: como combatê-las?

Inscreva-se em Nossa Newsletter

Ao se inscrever você concorda com os termos da Política de Privacidade