Fita mini-led deve popularizar luz UV nas residências do Brasil

30 de setembro de 2019

A Ecoquest trouxe ao Brasil um sistema que tornará mais fácil manter em dia aparelhos de ar condicionado de pequeno porte. A fita mini-Led é um novo produto, testado e aprovado por laboratórios norte-americanos, desenvolvido para descontaminação de mini-split, fancoletes, etc, o que possibilita um tratamento do ar semelhante ao que já é feito em sistemas de climatização de grande porte.

Esta novidade é considerada uma das maiores inovações do segmento porque possibilitará a popularização da luz UV (ultravioleta) no Brasil. “Pretendemos massificar o uso da luz UV nas residências brasileiras, o que até agora só tem sido feito na área comercial”, afirma Henrique Cury, diretor geral da Ecoquest e membro do Qualindoor, Departamento Nacional de Qualidade do Ar Interno da ABRAVA (Associação Brasileira de Refrigeração, Ar Condicionado, Ventilação e Aquecimento).

A Ecoquest já disponibiliza ao mercado comercial sistema de descontaminação com base na luz ultravioleta. A solução, até então para equipamentos de climatização de grande porte, é chamada de Irradiação Ultravioleta Germicida (IUVG), que elimina germes por meio de uma luz UV instalada na serpentina. O problema é que esta tecnologia não era dimensionada para aparelhos residenciais. O surgimento da fita mini-led muda esse paradigma.“Estudos mostram que a boa qualidade do ar influencia diretamente no bem-estar das pessoas. Ela melhora o desempenho no trabalho, nos estudos, enfim, contribui com uma saúde melhor. A fita mini-led amplia as possibilidades de se respirar ar mais puro nos ambientes internos”, conclui Cury.

Logo Ecoquest

A Ecoquest

Somos uma empresa com ampla experiência em soluções para tratamento do ar interno e do ar de exaustão, construindo histórias de sucesso em diferentes segmentos do mercado.

Artigos Relacionados

Mudanças Climáticas: Quais os impactos que devemos esperar na Qualidade do Ar Interno?

A Luz UV Germicida é confiável na Prevenção de Doenças em Ambientes Internos?

Bactérias nocivas em academias: como combatê-las?

Inscreva-se em Nossa Newsletter

Ao se inscrever você concorda com os termos da Política de Privacidade