3 tecnologias para manter o ar de consultórios médicos sempre descontaminado

17 de janeiro de 2023

Consultórios são locais onde os médicos ou dentistas se dedicam ao atendimento dos pacientes e à realização de alguns procedimentos. Os consultórios podem ser compartilhados por um ou mais profissionais, geralmente com a mesma área para a espera das consultas.

Ou seja, trata-se de um local de grande circulação de pessoas por dia. Só por esse motivo, os cuidados com a higiene do ambiente já seria motivo de atenção. Porém, muitas vezes, essas pessoas não estão 100% saudáveis, havendo risco de contaminação.

Além da assepsia dos profissionais, dos seus instrumentos, equipamentos de segurança e do ambiente em si, a qualidade do ar nos consultórios tem que ser motivo de atenção para que sejam evitadas as contaminações e garantida a saúde de quem frequenta esses lugares.

Para atender os consultórios, existem no mercado tecnologias para a eliminação de odores (causados pelos próprios ambientes fechados, medicamentos, produtos químicos, etc), eliminação de questões relativas à umidade, como mofo e fungos, além da descontaminação do ar efetivamente.

LUZ ULTRAVIOLETA – A tecnologia da luz UV-C ou luz ultravioleta germicida (UV-C 100 a 280 nm sendo 253.7 nm a mais comum) consiste na instalação de lâmpadas na serpentina do equipamento de ar-condicionado, para a eliminação do biofilme (colônia de fungos e bactérias). Além dos benefícios à saúde, as vantagens também são econômicas devido à dispensa da limpeza com uso de produtos químicos da serpentina e manutenção da performance de troca de calor da mesma, que poderia ser afetada em até 37% para um biofilme de 0,002” .

É importante observar que o uso da luz UV influi diretamente na melhor higienização do equipamento e consequentemente do ar que passa por ele, mas não possui efeito na descontaminação das superfícies e no ambiente tratado. 

FOTOCATÁLISE: Para a descontaminação do ar e das superfícies, a tecnologia da fotocatálise é mais indicada. Consiste na produção de oxidantes naturais baseados em oxigênio e hidrogênio, sendo o principal deles o Peróxido de Hidrogênio (H2O2), gás natural e inócuo, produzido através de células fotocatalíticas instaladas nos dutos de ar-condicionado ou através de equipamentos portáteis instalados nos ambientes.

Várias são as vantagens da fotocatálise, entre elas a descontaminação microbiológica ativa e constante dos ambientes, sem produção residual de ozônio. Ao contrário da luz ultravioleta, a fotocatálise não “espera” o microorganismo atingir o filtro do aparelho de ar condicionado. A fotocatálise age muito mais rapidamente, indo de encontro aos contaminantes e eliminado o risco com muito mais eficácia. Essa tecnologia funciona 24/7, com os ambientes ocupados, protegendo as pessoas que transitam ao longo do dia pelo consultório.

OZÔNIO – Outra tecnologia disponível é a descontaminação por meio do ozônio. O gás ozônio, que tem papel fundamental na proteção da Terra contra a incidência dos raios UV, também é um excelente oxidante, reduzindo consideravelmente os microrganismos em ambientes internos, quando utilizado de forma correta. Porém, para ser segura à saúde, é necessário seu uso dentro das normativas adequadas. O ozônio não age continuamente e nem pode ser aplicado em ambientes ocupados, como a Fotocatálise. Ele pode servir para descontaminar pontualmente o consultório, após alguma suspeita de grave contaminação. Mas depois de uma nova ocupação, o ambiente volta a estar suscetível a novas contaminações.

Independente da tecnologia utilizada, o fundamental hoje é que a preocupação com a qualidade do ar nos consultórios integre as medidas de prevenção às contaminações e aos cuidados com os pacientes. Com o advento da Covid-19, a existência dos perigos invisíveis ficou mais evidente para as pessoas em geral, tornando-se uma preocupação real e um novo paradigma em saúde e higiene ambiental.

Para saber mais sobre descontaminação do ar interior, fale com a Ecoquest.

Logo Ecoquest

A Ecoquest

Somos uma empresa com ampla experiência em soluções para tratamento do ar interno e do ar de exaustão, construindo histórias de sucesso em diferentes segmentos do mercado.

Artigos Relacionados

Mudanças Climáticas: Quais os impactos que devemos esperar na Qualidade do Ar Interno?

A Luz UV Germicida é confiável na Prevenção de Doenças em Ambientes Internos?

Bactérias nocivas em academias: como combatê-las?

Inscreva-se em Nossa Newsletter

Ao se inscrever você concorda com os termos da Política de Privacidade